Logon
Blog

Câncer de mama: fatores de risco e formas de prevenção

Leia mais e tenha informações seguras sobre saúde.

A campanha Outubro Rosa é uma iniciativa que tem como objetivo alertar as mulheres sobre a importância da prevenção e da detecção precocedo câncer de mama.

Riscos
O principal risco para o câncer de mama é ser mulher, mas isso não quer dizer que os homens não estejam sujeitos a desenvolverem o tumor nessa parte do corpo. A proporção, contudo, é muito menor: um homem para cada 100 mulheres. A explicação é simples: os hormônios têm relação íntima com o desenvolvimento da doença.

A idade também é um fator influente para o aparecimento da doença. A partir dos 40 anos a incidência começa a aumentar, com pico entre 55 a 65 anos.

A partir dos 40 anos a incidência começa a aumentar, com pico entre 55 a 65 anos.

Além disso, há o risco genético, que corresponde a uma proporção que varia de 5% a 10% dos casos e, inclusive, se expressam em pacientes mais jovens, o que justifica a realização de exames antes dos 40 anos para essas pacientes.

Prevenção
A prevenção está associada principalmente ao estilo de vida. Se sexo, idade e histórico familiar são riscos que não podem ser prevenidos, outros podem ser evitados para uma vida mais saudável, com menor chance de se desenvolver câncer de mama ou outros tipos de tumores. São eles:

Ob​esidade, especialmente na pós-menopausa;

Consumo de bebidas alcoólicas;

Alimentação rica em gordura;

Sedentarismo.

Sabe-se que a adoção de hábitos saudáveis pode diminuir as chances de ter a doença em até 28%.

Acompanhamento médico
O acompanhamento frequente a um ginecologista e a realização de exames periódicos ajudam na determinação do grau de risco que a paciente tem de desenvolver o câncer de mama em alguma fase da vida.

Com essa informação, é possível determinar quais medidas devem ser adotadas com o intuito de se diminuir os riscos da doença. Dentre essas medidas estão terapias com medicamentos e também cirurgias redutores de risco.

Se detectado precocemente, a chance de cura chega a 90% e o tratamento é bem menos agressivo.

Detecção Precoce
Se detectado precocemente, a chance de cura chega a 90%, sem contar no benefício relacionado ao tratamento, que é bem menos agressivo. Saiba mais sobre a importância da mamografia, ultrassonografia e ressonância magnética


​​Clique Aqui​

Para marcar consult​as e exa​mes, ligue para 11 3147-9430.​


Veja mais