Logo

Gastroenterologia

3 minutos de leitura

Maio Roxo

Campanha ressalta a importância do diagnóstico correto e tratamento adequado
VC
Dra. Vanessa Cristina do Prado Quelhas - Cirurgiã do aparelho digestivo e proctologista Atualizado em 23/05/2023

Maio Roxo é uma campanha de conscientização criada com o intuito de alertar sobre a importância do diagnóstico da doença de Crohn e a retocolite ulcerativa, as chamadas Doenças Inflamatórias Intestinais (DIIs). 

Nesse blog, entenda o que é a data, quais as principais DIIs, quais os sintomas, como é feito o diagnóstico e o tratamento. Quem explica o assunto é a Dra. Vanessa do Prado Quelhas, cirurgiã do aparelho digestivo e Coloproctologista do Hospital Nove de Julho. Saiba mais!  

O que é maio roxo?

O Maio Roxo é um mês dedicado à conscientização das doenças inflamatórias intestinais (DIIs). O objetivo dessa campanha é despertar na população um olhar sobre a importância do diagnóstico precoce e do tratamento de doenças como a doença de Crohn e a retocolite, que são as principais DIIs, e que tiveram um aumento de incidência nos últimos anos.  

Assim, com o intuito de estimular o debate e conscientizar toda a população sobre a importância da detecção e da condução de um 

tratamento adequado, isso promoverá mais qualidade de vida dos pacientes com doenças inflamatórias intestinais.  

 

Qual a origem da data?

A campanha Maio Roxo foi escolhida para esse mês devido ao fato de o dia 19 de maio ser o Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal.  

Intestino inflamado: sintomas

Conforme explica a Dra. Vanessa do Prado Quelhas, “os principais sintomas que podem indicar um intestino inflamado são a cólica, a diarreia, o sangramento, o cansaço, a perda de sangue nas fezes, a perda de apetite e o emagrecimento. Portanto, esses sinais são um alerta para avaliação sobre se podem estar relacionadas às doenças inflamatórias intestinais (DIIs), que afetam milhares de pessoas em todo o mundo”.  

Como é o diagnóstico para doenças inflamatórias intestinais?

O diagnóstico é feito por um médico depois de avaliação da história clínica, de exames laboratoriais, e também outros exames como endoscopia digestiva alta, colonoscopia, biópsias, tomografia e ressonância magnética, de acordo com a necessidade de cada caso. 

Qual a importância do diagnóstico precoce?

Embora as DIIs não tenham cura, como a doença de Crohn e a retocolite, por exemplo, o tratamento adequado oferece ao paciente a possibilidade de remissão clínica, ou seja, possibilita que a pessoa possa ter o processo inflamatório controlado e ela não apresente mais os sintomas. Isso faz com que tenha mais qualidade de vida. 

Dieta para intestino inflamado

A indicação de uma alimentação para casos de intestino inflamado irá depender de cada caso. Nos casos mais graves são indicadas dietas elementares ou poliméricas, que auxiliam na absorção em um intestino inflamado. Já quando o tratamento está iniciado e a doença controlada, é necessária uma alimentação balanceada. Em outros casos, no entanto, é preciso retirar alimentos que provocam alergia ou intolerância.  

Como é o tratamento

O tratamento da doença inflamatória intestinal (DII) é feito de acordo com o tipo de problema. A doença de Crohn e a retocolite ulcerativa têm características parecidas, pois são causadas por mudanças do sistema imunológico. Nesse caso, o tratamento é feito com imunodepressores e suplementação de nutrientes, por exemplo.

Conforme explica a Dra. Vanessa  do Prado Quelhas, em casos mais graves pode haver a necessidade da realização de uma cirurgia.  

Como são doenças crônicas, provocadas por alterações do sistema imunológico, requerem mudança de hábitos e constante acompanhamento médico para prevenir novas inflamações.  

 

Hospital Nove de Julho

O Centro de Doenças Inflamatórias Intestinais do Hospital Nove de Julho oferece a possibilidade de o paciente concentrar todo o seu cuidado em apenas um lugar. O centro conta com equipe ambulatorial multidisciplinar especializada, centro diagnóstico para realização de exames, além de unidade dedicada para doenças raras (incluindo as DIIs), com enfermagem especializada.  

Para marcar consultas e exames, acesse nossa Central de Agendamento Online.

Escrito por
VC

Dra. Vanessa Cristina do Prado Quelhas

Cirurgiã do aparelho digestivo e proctologista
Escrito por
VC

Dra. Vanessa Cristina do Prado Quelhas

Cirurgiã do aparelho digestivo e proctologista