Logon
Blog

Queimaduras: quando ir ao pronto-socorro?

Atendimento médico é fundamental para o tratamento de queimaduras graves

​​

No mês marcado pelo Dia Nacional de Luta contra Queimaduras (6/6), fica notório o alerta sobre prevenção e como evitar queimadura​ no dia a dia. O cuidado ao acender um fósforo e usar o fogão; a atenção aos produtos inflamáveis e químicos; a importância de manter as crianças fora dos lugares que oferecem perigo são alguns exemplos de hábitos que podem proporcionar mais segurança. 

O Dr. Luiz Philipe Molina Vana, cirurgião plástico e responsável pelo atendimento de queimados do Hospital Nove de Julho, argumenta: “Cuidados básicos, como não usar álcool para acender fogo, usar as bocas de trás do fogão e manter as crianças longe da cozinha, o principal local de acidentes em uma casa, são imprescindíveis.". Mas em casos de acidentes, é importante um olhar atento no momento de buscar um pronto-socorro para os cuidados médicos. 

A queimadura é uma lesão causada pelo contato direto com alguma fonte de calor ou frio, corrente elétrica, produtos químicos, radiação e também animais e plantas, como algumas águas-vivas, larvas e urtiga. Essas feridas afetam os tecidos de revestimento do corpo, podendo atingir as camadas mais superficiais, como a pele, ou as mais profundas, como tecido celular subcutâneo, tendões, ossos e músculos. 

Os graus das queimaduras são classificações que levam em consideração a análise da profundidade e a extensão queimada, normalmente medida por meio do percentual da superfície corporal atingida. Segundo o especialista Dr. Luiz Philipe Molina Vana: “As principais causas de queimadura são térmicas e por meio de produtos inflamáveis, como álcool e líquidos aquecidos.". 

A seguir, conheça os tipos de queimadura e o que fazer em cada caso. 

Tipos de queimadura 

Os tipos de queimadura são caracterizados pelos seus agentes causadores. Conheça os principais:

queimaduras por eletricidade – são provocadas por descargas elétricas;

queimaduras térmicas – são causadas por fontes de calor como fogo, líquidos aquecidos, vapores, exposição prolongada ao sol e objetos quentes;

queimaduras químicas – são ocasionadas por substâncias químicas que entram em contato com a pele, inclusive por meio das roupas. 

Tratamentos para queimaduras de acordo com o grau 

Os graus da queimadura definem como ela afeta cada região e como devem ser tratadas. São divididas em queimaduras de primeiro, queimaduras de segundo e queimaduras de terceiro grau. 

Primeiro grau

Atinge a camada mais superficial da pele. A lesão apresenta aspecto avermelhado, calor e provoca dor.

Tratamento: faça compressas frias nas primeiras horas depois de sua ocorrência. Não use manteiga ou pasta de dente. Para hidratar o local, utilize vaselina líquida. Use filtro solar na região nos dias seguintes.

Segundo grau

São as queimaduras que causam bolhas e muita dor.

Tratamento: essas bolhas precisam ser drenadas, mas não removidas, isso porque funcionam como curativos naturais. Esse procedimento deve ser feito por um médico. Depois do rompimento das bolhas, o local será limpo com água corrente, será usado um medicamento e, depois, aplicado um curativo.

Terceiro grau

Apesar de afetar todas as camadas da pele, é indolor porque destrói também os nervos da região.

Tratamento: há a necessidade de internação em hospital e tratamento cirúrgico, pois, normalmente, provoca alterações sistêmicas, como desequilíbrio nos níveis de sódio, potássio e cálcio, e desidratação. Em casos assim, quando são afetados o rosto, os pés e as mãos, sobretudo se tiverem sido causados por fontes elétricas, procure imediatamente um serviço de emergência médica.


O que fazer em caso de queimadura? 

O que fazer ao se queimar? Entenda que medidas tomar em casos de queimaduras de acordo com o grau. 

  • Queimaduras de primeiro grau (leve) – resfrie a área queimada com soro fisiológico ou água fria em abundância até diminuir a dor. Caso a dor continue, procure um médico. 
  • Queimaduras de segundo grau (moderada) – também resfrie a área atingida usando soro fisiológico ou água fria corrente em abundância e cubra o local com um pano limpo. Não use álcool e não estoure as bolhas ou retire a pele das que estouraram. Vá ao atendimento médico para uma avaliação sobre o tipo de curativo e tratamento. 
  • ​Queimaduras de terceiro grau (grave) – também resfrie a área atingida com soro fisiológico ou água fria corrente em abundância e cubra o local com um pano limpo. Não use álcool e não estoure as bolhas ou retire a pele das que estouraram. Vá ao atendimento médico para uma avaliação sobre o tipo de curativo e tratamento. Esse tipo de queimadura pode causar deformidades e são tratadas por meio de intervenção cirúrgica e aplicação de enxertos, que é a retirada da pele saudável (apenas a camada mais superficial; essa região fica como uma queimadura superficial) de outra região do corpo para ser aplicada no local afetado.

Quando ir ao pronto-socorro? 

De acordo com o Dr. Luiz Philipe Molina Vana: “Como regra geral, todas as queimaduras de cabeça, pescoço, pés, períneo e as queimaduras por eletricidade devem ter atendimento médico. Além disso, todas as vezes em que se tem dúvidas e, claro, nas queimaduras extensas. Podemos considerar extensas todas as queimaduras maiores que uma área que mede mais que a palma da mão. Bebês e idosos devem sempre ser vistos por um especialista", explica o médico.

Em casos de acidentes com queimaduras de segundo e terceiro graus, a pessoa atingida deve ir ao pronto-socorro para uma avaliação médica. Mesmo em período de pandemia, no qual as pessoas ficam receosas de ir aos hospitais, não é necessário ter medo, pois as unidades de saúde estão prontas e utilizam protocolos seguros para o atendimento de pessoas com sintomas não respiratórios. 

Antes de buscar o pronto-socorro, retire pulseiras, anéis, relógios e outros acessórios que possam ficar presos à pele do paciente, até que seja feita a avaliação do médico e indicado o melhor método terapêutico. 

O Hospital Nove de Julho possui um Centro de Trauma para o tratamento de queimaduras em casos de alta complexidade. Além disso, conta com a utilização de tecnologia ultrassônica​ no cuidado de queimaduras graves. Trata-se de uma técnica antes utilizada em cirurgias ortopédicas, neurológicas e também do aparelho digestivo, mas que era considerada inédita para o tratamento de queimaduras.


 ​​Agendamento​

​​Para marcar consult​as e exa​mes, ligue para 11 3147-9430.​​​​​







Veja mais

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Conheça o nosso Portal de Privacidade .