Logon

Banco de Sangue

​​​​​​​​​​Doação de sangue.jpgDo​​​​​​​​​ar sangue é um ato de solidariedade. Mas para que a doação seja segura e responsável, o Serviço de Hemoterapia do Hospital 9 de Julho adota critérios rigorosos de acordo com as normas  estabelecidas pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O sangue coletado pelo H9J é destinado exclusivamente aos pacientes do hospital, mas não é preciso ser parente de um deles para realizar a doação.​
​​​

Serviço de Hemoterapia  


Localização: Rua Peixoto Gomide, 613
Estacionamento gratuito para doadores: Rua Peixoto Gomide, 707 (Entrada no Hotel Blue Tree Towers)
Telefones: (11) 3285 – 2922 / (11) 3147 – 9797
Para mais informações, acesse www.hemoterapia9dejulho.com.br


 


​​​

Veja também

Como funciona a doação de sangue:

Não precisa agendar horário para fazer a doação. Basta comparecer ao Serviço de Hemoterapia e apresentar um documento oficial foto. Os horários de atendimento são de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h e aos sábados das 8h às 12h. Para saber se são aptos a fazer doação, todos os candidatos devem passar por um processo de triagem. Isso inclui responder a um questionário por escrito e realizar entrevista individual com um profissional de saúde. Também é necessário passar por um teste de anemia e pela medição de temperatura e pressão arterial. Os candidatos aprovados são encaminhados para a coleta de sangue, procedimento que dura em média quinze minutos. Todo sangue coletado é analisado antes de ser doado. Os doadores recebem uma senha para acessar pela internet os resultados de sua doação. Caso a análise do sangue do doador indique alguma disfunção de saúde, ele será informado e orientado sobre como proceder para tratamento, quando necessário.

Condições mínimas necessárias para doar sangue

O Serviço de Hemoterapia do Hospital 9 de Julho segue a Portaria Nº 1.353, de 13 de junho de 2011 do Ministério da Saúde e da RDC 34 da Anvisa, de 11 de junho de 2014. Essas normas estabelecem, entre outros critérios, que os doadores precisam:

  • Estar em boas condições de saúde, não apresentando gripe ou processo infeccioso (febre, mal-estar, dor ou diarreia).
  • Ter peso mínimo de 50 quilos.
  • Ter idade entre 18 e 60 anos.
  • Candidatos entre 61 e 69 anos poderão doar se já realizaram alguma doação antes dos 60 anos.
  • Candidatos de 16 e 17 anos poderão doar após consentimento formal do responsável legal. Para isto, é necessário o comparecimento do responsável portando, documento oficial com foto, ao serviço de hemoterapia para orientações e formalização da autorização.
  • Não estar em jejum. Porém, devem evitar ingestão de alimentos gordurosos antes da doação.
  • Respeitar um intervalo de 1h após tomar o café da manhã ou de 3h após o almoço.
  • Não ter tido malária ou doença de Chagas.
  • Não ter tido hepatite após os 11 anos de idade.
  • Não ter feito tatuagem há menos de um ano.
  • Não ter se exposto a situações de risco para contaminação com o HIV.
  • Consultar o Serviço de Hemoterapia sobre a possibilidade de doação caso faça uso de medicação ou tenha sido submetido a procedimentos médicos ou cirúrgicos.
Doação de Plaquetas

As plaquetas estão entre os componentes do sangue, juntamente com os glóbulos vermelhos, os glóbulos brancos e o plasma. A doação de plaquetas beneficia muitos pacientes. Entre eles estão aqueles que passam por tratamentos para leucemia e outros tipos de câncer, assim como os que realizaram transplante de medula óssea.

Como funciona a doação de plaquetas:

Para doar plaquetas é preciso agendar um horário no Serviço de Hemoterapia. No dia combinado é necessário apresentar um documento oficial com foto. Diferentemente da doação de sangue, a doação de plaquetas é um procedimento mais demorado e que requer disponibilidade de aproximadamente 2h para realizar todo o processo. Todos os candidatos são submetidos a uma triagem detalhada que segue as determinações do Ministério da Saúde e da Anvisa. Entre as condições para ser um doador de plaquetas estão ter bom acesso venoso (que será avaliado pelo profissional de saúde do Serviço de Hemoterapia ) e não estar gripado ou com sinais de infecção (como febre, mal-estar, dor ou diarreia). Todo material coletado é analisado antes de ser doado. Os doadores recebem uma senha para acessar pela internet os resultados de sua doação. Caso a análise indique alguma disfunção de saúde, ele será informado e orientado sobre como proceder para tratamento, quando necessário.

Algumas condições que impedem a doação de plaquetas
Caso você apresente algum​ destes impedimentos entre em contato conosco para reagendarmos sua doação:

Orientações pós-doação de Sangue e Plaquetas
  • Permaneça no Banco de Sangue por, no mínimo, 15 minutos.
  • Não deixe o Banco de Sangue sem ingerir o lanche.
  • Não deixe o Banco de Sangue sem permissão de algum membro da equipe de coleta.
  • Não deixe o Banco de Sangue se não estiver se sentindo bem.
  • Não fume nas próximas duas horas.
  • Não consuma álcool nas próximas 12 horas.
  • Aumente a ingestão de líquidos nas próximas 24 horas, para repor o volume de sangue.
  • Não pratique esporte do dia da doação.
  • Só retire o curativo após 4 horas.
  • Se sentir tontura ou sensação de desmaio, deite-se com as pernas para cima.
  • Persistindo os sintomas, retorne ao Banco de Sangue ou procure atendimento médico.
  • Devem interromper suas atividades profissionais por 24 horas após a doação: pilotos de avião ou helicóptero, motoristas de ônibus e caminhão de grande porte, trabalhadores em andaimes, paraquedistas e mergulhadores.​

ATENÇÃO: Hematoma é a complicação mais frequente da doação. Caso apresente sangramento ou hematoma, pressione o local por 10 minutos e, a seguir, aplique compressas de gelo. Caso apresente febre, diarreia ou algum outro processo infeccioso no dia seguinte à doação de sangue informe ao Serviço de Hemoterapia.

Rua Peixoto Gomide, 545 - Fone: (11) 3147-9999
Cerqueira César - São Paulo - SP - CEP 01409-902
2017 © Todos os direitos reservados
Feito com pela Mult-Connect