Logon
Blog

Tudo o que você precisa saber sobre mamografia

Leia mais e tenha informações seguras sobre saúde.

​​​MAMOGRAFIA
A recomendação, segundo o Dr. Bruno de Carvalho Mancinelli,  mastologista da Clínica da Mulher do Hospital 9 de Julho, é que as mulheres, que não possuem histórico na família de câncer de mama, iniciem a realização da mamografia a partir dos 40 anos. 

"É um método eficaz para detecção precoce do câncer e, quanto antes, melhor". 

Veja algumas questões, respondidas pelo Dr. Bruno. 

​​O que é mamografia?

É um exame que utiliza raios-x para identificar lesões e guiar biópsias nos casos suspeitos. 

​​​Quando devo começar a fazer o exame?

A partir dos 40 anos, anualmente. Quando a mulher apresenta histórico familiar de câncer de mama ela deve iniciar seu rastreamento 10 anos antes do caso diagnosticado. Por exemplo, uma mulher cuja mãe foi diagnosticada aos 40 anos deverá iniciar seus exames aos 30. 

​​​A mamografia dói?

O exame, em geral, é pouco doloroso. No entanto, algumas mulheres sentem mais desconforto na hora de fazer o exame. Isso ocorre próximo ao período menstrual ou se possuem mamas densas pequenas.

​​​A mamografia é o único exame para detectar o câncer de mama?

A mamografia é o melhor método, no entanto, em alguns casos é preciso complementar com ultrassonografia e a ressonância magnética para um diagnóstico mais preciso. 

​​Quantas vezes por ano devo fazer o exame?

Anualmente, a partir dos 40 anos. 

​​​Devo levar meu exame anterior quando for fazer uma nova mamografia?

Sim. A recomendação é de levar o exame anterior para que o médico radiologista possa comparar os dois resultados. 

​​​Paciente com prótese pode realizar o exame?

Sim, nenhuma situação impede a realização do exame de rastreamento, "sendo importante a escolha da técnica e dos profissionais de confiança", complementa.

​​​O protetor de tireóide é realmente necessário?

Esse foi um boato desmentido em nota pela Comissão Nacional de Mamografia - formada pelo Colégio Brasileiro de Radiologia, pela Sociedade Brasileira de Mastologia e pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia: "A dose de radiação para a tireoide durante uma mamografia é extremamente baixa (menor que 1% da dose recebida pela mama). Isto é equivalente a 30 minutos de exposição à radiação recebida a partir de fontes naturais (como o sol)."



Artigo originalmente publicado em 2018 e atualizado em 2019.



​​Agendamento​

Para marcar consult​as e exa​mes, ligue para 11 3147-9430.​​​


Conheça o nosso Centro de Oncologia​

Novo mamógrafo: menos radiação e alta qualidade de imagens

Câncer de mama é o tipo mais comum em mulheres



Veja mais

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Conheça o nosso Portal de Privacidade .