Logon
Blog

Refluxo: quando é hora de procurar um médico?

Leia mais e tenha informações seguras sobre saúde.

​O refluxo é um problema muito mais comum que se imagina. Atinge pelo menos 20% da população mundial e suas causas normalmente estão relacionadas a maus hábitos adotados ao longo da vida, como a falta de sono, estresse e má alimentação. 

Em alguns casos, pode acontecer por conta da hérnia de hiato, alteração anatômica, que faz com que o estômago suba pelo diafragma, músculo essencial para a respiração, que separa a cavidade torácica da abdominal, até o esôfago. 

Esses fatores estimulam a abertura da válvula esofágica, responsável por regular a passagem dos alimentos do esôfago para o estômago. Dessa forma, ao receber estímulos ela se afrouxa e ao permanecer aberta não consegue mais controlar o que foi ingerido, que pode fazer o caminho inverso, ou seja, do estômago para o esôfago, causando a sensação de queimação e ânsia de vômito e até pode contribuir para a piora de casos de gastrite

Com o tempo, os ácidos presentes no estômago que voltam pelo esôfago machucam os tecidos dessa região, desgastando-os. A consequência disso pode ser a formação de úlceras doloridas e até mesmo, em último caso, um câncer de esôfago. Se antes era mais comum em pessoas com mais de 50 anos por conta dos excessos ao longo da vida, agora a doença tem aparecido cada vez mais cedo, inclusive em crianças, justamente pela falta de uma alimentação saudável

Quem passa por isso costuma ignorar o problema nas primeiras vezes que ele aparece, pensando ser temporário ou apenas uma indisposição de algo que tenha comido, e deixa para procurar um médico só quando passa a sentir dores, queimação e dificuldade ao engolir. 

Mesmo que esses sintomas sejam fortes indicativos, a endoscopia ainda é o exame mais importante para diagnosticar o refluxo, pois permite que o médico avalie todo o aparelho digestivo e recomende o melhor tratamento. 

Há algum tempo, depois de diagnosticado o problema pela endoscopia, a cirurgia conhecida como laparoscopia era o tratamento mais indicado para tratar o refluxo e a hérnia de hiato, na qual são feitos pequenos furos na parede abdominal que possibilitam que o médico acesse o local e faça uma nova válvula esofágica.

Apesar de não ser invasiva, atualmente o tratamento com medicamentos é o mais recomendado por ser menos agressivo. Ainda assim, existem casos em que os remédios não têm o efeito desejado e a cirurgia passa a ser a melhor opção. 

O mais importante é que não esperar muito tempo para procurar um médico quando os sintomas de refluxo aparecem. Se persistirem por mais de uma semana sem que você tenha feitos grandes alterações nos hábitos alimentares, procure um especialista.

Dr. Guilherme Andrade, médico do Centro de Gastroenterologia do H9J

​​Agendamento​


Para marcar consult​as e exa​mes, ligue para 11 3147-9430.​

Veja mais