Logon
Blog

Quando preciso me consultar com um neurologista?

Leia mais e tenha informações seguras sobre saúde.

​​​O neurologista é o especialista que trata doenças no cérebro e medula espinhal (sistema nervoso central), nervos periféricos (nervos que conectam o cérebro e a coluna vertebral aos órgãos, como pulmões ou fígado) e músculos. 

Os motivos mais comuns que levam as pessoas a buscarem um neurologista normalmente são enxaqueca, tontura ou dor crônica. Mas você sabia que ele pode te ajudar em diversas outras situações? 

Hoje, em nosso texto, vamos apresentar em quais casos pode ser necessário marcar uma consulta com este profissional para, assim, melhorar sua qualidade de vida e diminuir as dores de cabeça - literalmente.

Condições tratadas por um neurologista

Convulsões e tremores (movimentos incontroláveis)
Distúrbios da consciência e da memória prejudicados
Distúrbios do sono
Dor nas costas
Dores de cabeça e enxaquecas
Vertigem
Síndrome da perna inquieta
Rigidez ou fraqueza muscular
Mal de Parkinson
Doença de Alzheimer
Lesão ou infecção no cérebro e na medula espinhal
Tumor e hemorragia cerebral
Epilepsia
Esclerose múltipla
Esclerose lateral amiotrófica (ALS ou doença de Lou Gehrig)
Neuropatia periférica
Nervos comprimidos
Acidente vascular encefálico
Doenças dos nervos e raízes nervosas, como síndrome do túnel do carpo e problemas no disco intervertebral
Polineuropatia

Com quais sintomas devo me preocupar?
Tontura
A tontura pode ocorrer em diferentes variedades. Os neurologistas tratam esse sintoma de vertigem ou desequilíbrio - a vertigem faz você se sentir como se você ou as coisas ao seu redor estivessem girando e o desequilíbrio é a dificuldade em manter o equilíbrio.

Dormência ou formigamento
Sabemos que esses sintomas são comuns, muitas vezes quando ficamos em uma posição de que corta a circulação sanguínea em determinado lugar do corpo, por exemplo. A questão é quando esse entorpecimento é contínuo, ocorre repentinamente e/ou apenas em um lado do corpo. Esses podem, até mesmo, ser sinais de um derrame, caso em que você precisa de ajuda rapidamente.

Convulsões
Súbitas contraturas involuntárias da musculatura, que provocam movimentos desordenados, isto é, convulsões sem qualquer causa óbvia, devem ser examinadas por um neurologista.

Problemas de visão
Dificuldades repentinas de enxergar podem ser causadas pelo sistema nervoso e são um sinal de que você precisa avaliar sua visão. Um oftalmologista pode aconselhá-lo sobre se você deve consultar um neurologista.

Problemas de memória ou confusão
Não estamos exigindo que você tenha uma “memória de elefante”, mas se de repente você começou a apresentar problemas extremos de memória e até mesmo alterações de personalidade, confusão e problemas de fala é necessário visitar o neurologista. Afinal, esses são sintomas que podem ser causados ​​por distúrbios ou problemas no cérebro, coluna vertebral e nervos.

Problemas de sono
Conhecemos inúmeras causas óbvias para perder o sono na hora de dormir. Mas alguns problemas do sono são distúrbios neurológicos, como por exemplo a narcolepsia, uma desordem genética crônica sem causa conhecida que afeta o sistema nervoso central do corpo.

Problemas de movimento 
Dificuldade para caminhar, tremores, movimentos não intencionais ou outras complicações do gênero podem ser sintomas de um problema no sistema nervoso. Se esses problemas de movimento interromperem suas tarefas diárias é hora de procurar um neurologista.

Fraqueza
No caso de sentir fraqueza muscular que te afeta fortemente ou um rápido declínio na força muscular, especialmente nos braços e pernas, fique atento. Pode ser causado por uma condição mais grave ou doença do sistema nervoso.

Dor crônica
Dor crônica é uma dor que dura meses ou até anos. Essa dor pode ser o resultado de uma doença ou lesão, mas quando dura mais que o tempo normal de recuperação, pode se tornar um sintoma de um problema diferente.

Dores de cabeça
Dores de cabeça podem ser causadas ​​por muitas condições, mas quando os sintomas se tornam severos e contínuos - como enxaquecas, vômitos, alterações na visão, ou até convulsões – pode ser algo bastante preocupante. Se surgir repentinamente ou for agravada pela tensão, é interessante que você se encaminhe para uma consulta com um neurologista.

Como é o exame?

Durante um exame neurológico clínico, o médico examina externamente o paciente da cabeça aos pés, procurando alterações na pele e nos músculos. Após esse primeiro momento ele testa reflexos nervosos, prestando atenção à marcha e à postura da pessoa para determinar se existe algum distúrbio que afeta a capacidade de equilíbrio da pessoa. 

O médico também testará as capacidades mentais e psicológicas da pessoa, podendo inclusive propor um teste de memória, se houver alguma anormalidade. Dependendo dos resultados, diagnósticos adicionais podem ser realizados. Após a realização dos exames necessários para o caso individual, geralmente é possível diagnosticar uma das doenças neurológicas mencionadas acima e, então, o neurologista irá direcionar o paciente para um tratamento específico.

​​Agendamento​

Para marcar consult​as e exa​mes, ligue para 11 3147-9430.​



Veja mais

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Conheça o nosso Portal de Privacidade .