Logon
Blog

Alimentos ricos em ômega 3 evitam excesso de gordura no sangue

Leia mais e tenha informações seguras sobre saúde.

​​​​​​​As triglicérides são moléculas de gordura obtidas da dieta (alimentação) e também podem ser produzidas pelo organismo. A ingestão inadequada de alimentos ricos em carboidratos simples (açúcares e doces), carboidratos complexos (massas, arroz, pães e outros), gorduras e bebidas alcoólicas auxiliam no aumento das triglicérides.

Recomendações gerais:

Inclua na dieta alimentos fonte de ômega 3 e ômega 6 (atum, salmão, sardinha, azeite extra virgem, linhaça, nozes, óleos vegetais nas preparações – milho/girassol e soja) pois auxiliam na diminuição do triglicérides;

Substituir o açúcar por adoçante, e não consumir adoçante a base de frutose e ciclamato de sódio, pois são restritos para tratamento de hipertrigliceridemia. Alguns exemplos de adoçantes indicados são: Sucralose, Stevia, entre outros. Avalie a recomendação diária, e consuma em pequenas doses em preparações específicas como ingestão de cafés e chás.


 Alimentos que devem ser evitados:

Margarina, creme de leite, chantilly;

Leite integral, coalhada gorda ou queijos gordos (amarelos);

Toucinho, torresmo, bacon, salames, linguiça, presunto, apresuntado, mortadela, lombinho, salsicha e outros embutidos;

Carne de porco (pernil, lombo) e outras carnes gordas (cupim, picanha etc);

Miúdos (miolo, rim, coração, fígado);

Frituras;

Creme de ovos, maionese;

Abacate, amendoim, nozes;

Excesso de massas: pães, tortas, bolos, biscoitos amanteigados ou recheados;

Doces em geral.


Alimentos que são permitidos:

1.      Carnes:

Carnes magras, grelhadas, cozidas ou assadas;

Peixes magros (linguado, pescada, cação);

Aves (peito de frango, chester ou peru) sem pele e somente grelhados, assado ou cozidos utilizando a menor quantidade possível de óleo para o seu preparo. 

2.      Laticínios:

Leite desnatado, iogurte desnatado, iogurte com polpa de frutas zero em gordura (sugestão: linha Corpus ou Molico), queijo branco, queijo tipo cottage e ricota. 

3.      Sorvete:

"Picolés" de frutas.

 4.      Pães e Cereais:

Pães light (integral/centeio), ou aqueles que não possuem gordura ou óleo entre os seus ingredientes;

Macarrão, panqueca, lasanha e outras massas, em pequenas quantidades (somente 1 vez por semana);

Arroz (de preferência integral), com a mínima quantidade possível de óleo;

Leguminosas (feijão, lentilha, ervilhas) com a mínima quantidade possível de óleo para seu preparo;

Cereais integrais: bolachas, pães, aveia.​​ 

5.      Frutas e vegetais:

Frutas e veg​etais contém uma baixa quantidade de colesterol e gordura, com exceção ao coco e abacate. Não preparar vegetais utilizando manteiga, óleo, molhos a base de maionese ou creme de leite. Utilizar panelas que cozinhe no vapor ou grelhas.

6.      Óleos e gorduras:

Utilizar o mínimo possível, e ter preferência aos óleos de canola ou oliva. Não utilizar banha de porco, manteiga, óleo de coco, óleo de amendoim;

Sem frituras.
 

Recomendações adicionais: 
 

Evite o açúcar (refinado, mascavo), utilize adoçante da sua preferência; 

Não ingerir bebida alcoólica de qualquer espécie; 

Observe os ingredientes que são utilizados no preparo dos alimentos industrializados e evite aqueles que contenham gordura hidrogenada vegetal;

Deve haver um aumento no consumo de fibras (principalmente solúveis) através das frutas (laranja, banana, mamão etc), vegetais (Brócolis, tomate etc), cereais integrais (como arroz integral);

Controle do peso, com acompanhamento médico e nutricional. 

​​Agendamento​

Para marcar consultas e exames, ligue para 11 3147-9430.​​​



Veja mais

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Conheça o nosso Portal de Privacidade .