Logo

Gastroenterologia

3 minutos de leitura

Refluxo gastroesofágico: saiba o que é, quais são os sintomas e tratamentos

Sinais como azia, queimação e sensação de bolo na garganta podem indicar presença de refluxo gastroesofágico
VC
Dra. Vanessa Cristina do Prado Quelhas - Cirurgiã do aparelho digestivo e proctologista Atualizado em 01/02/2023

O refluxo gastroesofágico é uma doença caracterizada pelo retorno repetitivo e involuntário do conteúdo do estômago para o esôfago. Ele é provocado, normalmente, por uma mudança do funcionamento do esfíncter localizado entre esses órgãos.

O refluxo gastroesofágico, de modo geral, acomete pessoas com sobrepeso, pós-gestantes, quem come rápido demais e não mastiga bem os alimentos, quem come e vai dormir na sequência ou ingere muito líquido antes de dormir.  

Entenda, neste blog, o que é a doença, quais são os principais sintomas e como é feito o tratamento. Quem explica o assunto é a Dra. Vanessa Prado, cirurgiã do aparelho digestivo do Hospital Nove de Julho. Saiba mais na leitura completa do texto a seguir.

O que é refluxo gastroesofágico?

O refluxo gastroesofágico é um quadro de saúde no qual ocorre o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago, o que provoca uma inflamação da parede do órgão.

Para entender melhor: o alimento, depois de mastigado, passa pela faringe, em seguida, pelo esôfago e só então chega ao estômago, localizado na região abdominal. Nessa área entre os dois órgãos, há uma válvula que abre para que o alimento passe e fecha logo em seguida, impedindo, assim, que o suco gástrico fique no esôfago, pois ele não tem o revestimento preparado para receber essa substância.  

O que causa o refluxo gastroesofágico?

De acordo com a Dra. Vanessa Prado, “uma das principais causas do refluxo gastroesofágico é a hérnia de hiato, que é uma frouxidão da musculatura que segura o esôfago na posição adequada, evitando, assim, o retorno do alimento. Geralmente, quem tem hérnia de hiato está com sobrepeso, é pós-gestante, consome muito alimento à base de cafeína, como chocolate e café, e fuma, ou seja, são pessoa que têm propensão maior a ter um distúrbio relacionado com o esfíncter inferior do esôfago e hérnia de hiato".

Leia mais sobre obesidade.

Quais são os sintomas do refluxo gastroesofágico?

Os sintomas mais comuns do refluxo gastroesofágico são:

  • Queimação na garganta, no peito e no estômago;
  • Peso no estômago;
  • Sensação de bolo na garganta;
  • Azia;
  • Arroto;
  • Indigestão;
  • Tosse seca após as refeições;
  • Dificuldade para engolir os alimentos;
  • Infecções das vias aéreas superiores de repetição;
  • Crises de asma.

Esses sintomas podem aparecer logo após as refeições ou algumas horas depois. O refluxo gastresofágico deve ser tratado adequadamente para que não evolua para condições mais graves. Ao surgirem um ou mais dos sintomas citados, busque avaliação médica.  

Como prevenir?

Para prevenir o refluxo gastroesofágico, é necessário seguir as orientações do médico e mudar os hábitos diariamente. Para isso, veja o que fazer:

  • Aumente o consumo de legumes e frutas;
  • Coma em menores quantidades, entre duas e três horas;
  • Evite beber líquidos na hora da refeição;
  • Dê preferência a carnes magras, peixes e leite desnatado;
  • Coma mais alimentos ricos em fibras;
  • Alimente-se pelo menos duas horas antes de dormir;
  • Mastigue bem os alimentos e coma devagar;
  • Não faça atividades físicas logo depois das refeições.

Esses são alguns dos hábitos que podem contribuir para que a doença não ocorra.

Tratamento para refluxo gastroesofágico

Conforme explica a Dra. Vanessa Prado, “o tratamento inicial é clínico, baseado em medicamentos e mudanças de hábitos. Como:

  • Mastigar bem os alimentos;

  • Alimentar-se a cada duas ou três horas;

  • Evitar comer e dormir na sequência;

  • Evitar o sedentarismo;

  • Evitar o tabagismo e a bebida alcoólica;

  • Fazer atividades físicas.

Caso não tenha melhora com o tratamento clínico, existe a cirurgia para a correção do refluxo, principalmente quando a causa do quadro é a presença de hérnia de hiato. A cirurgia é minimamente invasiva, feita por videolaparoscopia ou cirurgia robótica", explica a médica.

Hospital Nove de Julho

O Hospital Nove de Julho oferece aos pacientes o atendimento de uma equipe multidisciplinar formada por gastroenterologistas clínicos e cirúrgicos, hepatologistas e coloproctologistas. A unidade é especializada em cirurgias metabólicas e da obesidade; cirurgias do fígado, do pâncreas e da vesícula, além de cirurgias oncológicas do aparelho digestivo e casos de hepatologia clínica.

O hospital conta também com nutricionistas, psicólogos e endocrinologistas para auxiliar no diagnóstico e tratamento das mais diversas doenças do trato digestivo. Além das consultas, os pacientes podem realizar, no mesmo espaço, todos os exames necessários, incluindo os de endoscopia.

Para agendar consultas e exames, acesse nossa Central de Agendamento On-line.

Escrito por
VC

Dra. Vanessa Cristina do Prado Quelhas

Cirurgiã do aparelho digestivo e proctologista
Escrito por
VC

Dra. Vanessa Cristina do Prado Quelhas

Cirurgiã do aparelho digestivo e proctologista