Logo

Sua saúde

2 minutos de leitura

Colectomia: o que é e quando é necessária

Colectomia é a cirurgia para retirada do cólon. Esse procedimento pode ser necessário em casos de câncer de intestino, endometriose e Doença de Crohn
VC
Dra. Vanessa Cristina do Prado Quelhas - Cirurgiã do aparelho digestivo e proctologista Atualizado em 12/09/2023

A colectomia é um procedimento cirúrgico que pode ser necessário para tratar algumas condições que atingem o cólon. 

O que é o cólon e qual sua função?

O cólon é uma região do intestino grosso — ou seja, da porção final do tubo digestivo. Ele pode ser dividido em quatro partes: cólon ascendente, cólon descendente, cólon transverso e cólon sigmoide. 

A função desse órgão é absorver vitaminas, sais minerais e água para formar as fezes. 

Sinais de problemas no cólon

Os sintomas que podem indicar alterações no cólon incluem: 

  • Sangramento vermelho vivo nas fezes; 

  • Distensão (ficar com o abdômen cheio de gases); 

  • Cólica; 

  • Dor abdominal; 

  • Constipação (prisão de ventre); 

  • Vômitos. 

Qual médico procurar

Caso o indivíduo apresente sintomas sugestivos de problemas intestinais, é importante procurar um gastroenterologista, um cirurgião do aparelho digestivo ou um proctologista

Todos esses médicos estão habilitados a investigar condições que afetam o intestino. 

Colectomia: o que é?

A colectomia é a cirurgia para retirada parcial ou total do cólon. 

Esse procedimento pode ser recomendado para tratar algumas doenças relacionadas ao intestino. 

Colectomia Parcial  

A colectomia parcial corresponde à retirada de uma parte do cólon — que é dividido em ascendente, descendente, transverso e sigmoide. 

Além da remoção de uma parte do cólon, também é feita a ligadura entre as demais partes que permanecem no organismo. Assim, o intestino continua funcionando normalmente após a cirurgia. 

Colectomia Total  

A colectomia total consiste na retirada de todo o intestino grosso. 

Nesses casos, o paciente recebe uma série de orientações que deve seguir para que tenha uma boa qualidade de vida mesmo sem esse órgão. 

Quando a colectomia é necessária?

A colectomia pode ser necessária para o tratamento de doenças como: 

  • Câncer de intestino; 

  • Endometriose com acometimento intestinal; 

  • Polipose familiar; 

  • Doença de Crohn

Preparação para a cirurgia

A preparação para a colectomia envolve duas etapas principais: 

  • Alimentação específica conforme as instruções do médico; 

  • Limpeza do cólon com laxantes administrados via anal ou oral. 

Recuperação pós cirúrgica

O período de recuperação da colectomia varia de acordo com o diagnóstico e a técnica cirúrgica utilizada. 

As técnicas mais avançadas, como a robótica e a videolaparoscopia, tendem a proporcionar uma cirurgia menos invasiva e uma recuperação mais rápida. 

Por exemplo, no caso da robótica, a internação costuma durar 3 dias. Já a videolaparoscopia requer uma internação hospitalar de 5 a 7 dias. 

Cada caso é um caso. Mas, em todos eles, é essencial que o paciente siga as orientações do médico quanto a hábitos diários e alimentação para um bom pós-operatório.

Escrito por
VC

Dra. Vanessa Cristina do Prado Quelhas

Cirurgiã do aparelho digestivo e proctologista
Escrito por
VC

Dra. Vanessa Cristina do Prado Quelhas

Cirurgiã do aparelho digestivo e proctologista