O Dia Mundial sem Tabaco é uma iniciativa criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao ato de fumar.

O cigarro possui mais de 4.720 substâncias tóxicas (nicotina, monóxido de carbono, amônia, formaldeído e acroleína, só para citar algumas) que produzem diversos processos inflamatórios e causam malefícios diretos a quase todos os órgãos do corpo humano. 

Além disso, possui ao menos 43 substâncias cancerígenas de acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), além de resíduos de agrotóxicos e substâncias radioativas.

O cigarro possui mais de 4.720 substâncias tóxicas que causam malefícios diretos a quase todos os órgãos do corpo humano. 

O produto é responsável também por cerca de 30% das mortes causadas por diversos tipos de câncer, dentre eles, pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago. O principal deles é o de pulmão: fumantes têm em torno de 15 vezes mais chance de morrer desse tipo de câncer que os não fumantes.

De acordo com a OMS o tabagismo é responsável ainda por 85% das mortes por doença pulmonar crônica e 25% das mortes resultantes de doença coronariana (angina e infarto) e AVC.

9 passos para abandonar o vício

Frente a esses dados tão assustadores, nenhuma decisão é mais adequada do que parar de fumar. Por isso, listamos 9 dicas para mostrar que essa missão pode ser mais simples do que você pensa (e parar de fumar significa não fumar de verdade, pois um só trago pode causar a reincidência e mandar todo o seu esforço por água abaixo).

1. Mantenha-se ativo: tente caminhar, pedalar ou praticar qualquer tipo de atividades físicas.

2. Beba bastante líquido.

3. Tente evitar situações de estresse, pois elas aumentam a vontade de fumar.

4. Escolha outras coisas para ocupar a boca. Verduras cruas como cenouras, são ótimas pedidas para substituir o cigarro.

5. Escolha atividades para ocupar as mãos: trabalho artesanal, cerâmica, videogames, entre outros. Trabalhos manuais podem ajudar a distraí-lo da vontade de fumar.

6. Evite, ao menos no começo, ambientes onde as pessoas estão fumando. Neste ponto, a ajuda dos amigos pode ser fundamental. Conte para as pessoas com quem convive que está parando de fumar e peça a ajuda deles para manter você longe da tentação.

7. Diminua o consumo de álcool, afinal, você bem sabe que uma cerveja chama um cigarro. Tenha em mente que isso não é para sempre, é apenas no início, quando a dificuldade de se manter afastado do cigarro é maior.

8. Pense em outras maneiras de mudar sua rotina. Use caminhos diferentes para ir trabalhar, beba chá em vez de café. Coma coisas diferentes, em lugares diferentes. Quebrar a rotina ajudará você a deixar de conectar os antigos hábitos ao cigarro.

9. Procure ajuda: há grupos de ajuda para os dependentes que querem parar. Seu médico também pode ajudá-lo, indicando terapias de substituição de nicotina e medicamentos que ajudam a diminuir a sensação de necessidade.

Por isso, não deixe de consultar um pneumologista, pois ele pode te ajudar durante todo o processo. Parar de fumar é possível!

{{cta('06e86e7e-0e84-4763-8de6-8a0a3936ee02')}}