A esteatose hepática, também conhecida como gordura no fígado, é uma doença silenciosa e que faz inúmeras vítimas todos os anos.

Como a gordura pode se acumular ao longo do tempo no fígado, algumas pessoas tomam conhecimento do problema mais tardiamente.

Por isso, o acompanhamento médico periódico é fundamental em quem tem doenças crônicas, como Obesidade e Síndrome Metabólica, por exemplo.

Mantenha uma dieta equilibrada

Para minimizar o problema, é fundamental evitar alguns tipos de alimentos na sua dieta. São eles: embutidos, bacon, frituras, carnes gordurosas, sorvetes, doces e açúcares em excesso.

O ideal é dar preferência para as preparações com pouca gordura (cozidos, assados, grelhados e ao molho) e adotar uma alimentação saudável e equilibrada no dia a dia.

O consumo de peixes e gérmen de trigo também são boas opções para controlar o fígado gorduroso.

Além disso, como o excesso de peso está diretamente relacionado a esse problema de saúde, a recomendação é começar a praticar exercícios físicos
que ajudem a diminuir a circunferência abdominal, a famosa “barriguinha”.

Nesse caso, é importante buscar o auxílio de um profissional da saúde que vai te orientar sobre a alimentação e atividade física indicada para seu caso.

O consumo de peixes e gérmen de trigo também são boas opções para controlar o fígado gorduroso.

Converse com seu médico e peça o apoio de uma nutricionista para criar uma dieta balanceada para seu caso. Com certeza, isso vai fazer toda diferença na sua saúde.

{{cta('93bc5525-eaf6-45bf-bd26-23a69fe0cb7c')}}