Se outubro é o mês de combate e prevenção ao câncer de mama, novembro é marcado por uma campanha exclusivamente destinada aos homens: o Novembro Azul. Durante 30 dias, organizações, hospitais e empresas unem forças para conscientizar a população sobre o câncer de próstata.

Esse é segundo tipo de tumor mais comum entre os homens. Estamos falando de uma doença que tem, em média, mais de 13 mil casos por ano no Brasil. Muitos ainda encaram o assunto como tabu e se recusam a fazer os exames periódicos, o que é muito perigoso, já que o câncer de próstata tem cura se for diagnosticado no estágio inicial.

É preciso deixar de lado a vergonha e o preconceito! Por isso, conheça aproveitamos a época para reunir alguns mitos e verdades que todo homem deve saber sobre a doença. Acompanhe e teste seus conhecimentos!

O câncer de próstata é uma doença de idosos: MITO!

Apesar de esse tumor ser raro entre os jovens, achar que o câncer de próstata só atinge pessoas mais velhas é um erro. Não se iluda: até mesmo os mais novos podem apresentar a doença. Porém, ela é realmente mais comum a partir dos 40 anos. Algumas pesquisas afirmam, inclusive, que as chances de desenvolver um tumor na próstata aumentam com o envelhecimento.

Se eu não tenho sintomas, não estou com a doença: MITO!

Muitos homens têm esse pensamento equivocado. Nem sempre a falta de sintomas indica. Na maioria das vezes, o tumor não dá sinais de sua presença, principalmente quando ainda é pequeno.

Por outro lado, quando os sintomas começam a aparecer, quer dizer que o câncer está progredindo e é preciso procurar ajuda o quanto antes

Ter casos desse tipo de câncer na família aumenta as chances de surgimento de um tumor na próstata: VERDADE!

Se você tem um parente próximo, como pai, tio ou irmão, diagnosticado com câncer de próstata, é preciso ficar atento porque a doença possui fator genético. Isso significa que a possibilidade de desenvolvê-la é maior em membros de famílias em que há casos do problema. Quem se encaixa nesse quadro deve consultar-se periodicamente com um urologista a partir dos 45 anos.

O exame de toque é muito doloroso: MITO!

Muitos homens escondem seu preconceito com o exame de toque com esse argumento, mas a verdade é: dói mais em quem fica nervoso e apreensivo. O desconforto existe, mas não é algo insuportável. Ele é consequência, nada mais, nada menos, da tensão muscular do paciente diante da situação.

Na hora de fazer o exame, fique calmo, tente relaxar e nunca (nunca mesmo) deixe-se levar por brincadeiras e pensamentos infantis e discriminatórios. Esse é um procedimento médico bastante eficiente e pode salvar sua vida.

O tratamento do câncer de próstata causa impotência permanente: MITO!

Como tudo em Medicina, o tratamento pode envolver algum risco de incontinência urinária ou impotência, mas a inovação tem tornado isso cada vez menos provável. A quimioterapia e a radioterapia, por exemplo, causam vários efeitos no organismo do paciente. Dois deles podem ser a falta de desejo sexual e a impotência, mas isso não significa que elas durarão para sempre. Na maioria dos casos, após a cura, esse tipo de problema desaparece. Quando o tratamento envolve cirurgia, a impotência pode permanecer apenas durante o período de recuperação. Se a abordagem cirúrgica for por robótica, o risco destas sequelas é ainda menor, assim como a diminuição da dor pós-operatória.

A alimentação interfere nas chances de desenvolver a doença: VERDADE!

Uma dieta balanceada ajuda nas defesas do organismo e mantém o corpo saudável. Por isso, quem deseja prevenir o surgimento de um tumor na próstata deve consumir alimentos como tomate e cenoura, e evitar produtos ricos em gordura saturada. Outra dica fundamental é: nunca deixe de fazer exercícios físicos!

Depois de saber um pouco mais sobre o tema, lembre-se que, mesmo sendo uma doença preocupante, o câncer de próstata tem cura. Faça a sua parte e realize os exames de rotina, pois eles aumentam as chances de um diagnóstico ainda nos estágios iniciais. Cuide-se!

{{cta('06e86e7e-0e84-4763-8de6-8a0a3936ee02')}}