​Na correria do dia a dia e na obrigação de uma alimentação saudável, os produtos congelados caíram no gosto popular e se tornaram uma solução prática na mesa dos brasileiros.

Guardar algumas receitas no freezer ou no congelador, quase sempre, é a única saída para quem não pode cozinhar todos os dias, nem tem dinheiro para se alimentar fora de casa com frequência. Mas é preciso ter cuidado. Até onde a praticidade de uso desses alimentos é benéfica para nós?
 
Conheça, agora, alguns mitos e verdades sobre alimentos congelados e dê um upgrade na rotina e no seu conhecimento sobre o tema.

Comidas congeladas não têm prazo de validade

Mito! Por mais que o freezer seja capaz de aumentar consideravelmente o tempo de vida dos alimentos, isso não quer dizer que você pode ingeri-los a qualquer momento depois que são congelados.
 
A indicação geral é de que sejam consumidos em até três meses, quando conservados em uma temperatura média de - 10º C.
 
Tudo depende, é claro, da condição dos alimentos e também do próprio freezer, por isso, é importante ter atenção ao descongelar algo que você não sabe há quanto tempo está guardado.

O alimento pode ser descongelado em geladeira por algumas horas antes de ir ao forno ou micro-ondas. De preferência não mais de 12 horas, mas o ideal e seguir as recomendações dos fabricantes.

Não é recomendado congelar um alimento ainda quente

Mito! Essa é uma dúvida bastante comum. Congelar um alimento logo após sua preparação é ainda melhor do que resfriado.
 
No fogão, grande parte das bactérias presentes nos ingredientes são eliminadas e, quanto menor é o tempo de exposição do prato ao ar livre, menor é a chance de que sejam atingidos por novos invasores.

Alimentos não podem ser congelados duas vezes

Verdade! Essa é outra afirmação muito popular, porém, ao contrário das anteriores, é verídica. Levar novamente ao freezer um alimento que foi congelado pode provocar sérios riscos à saúde por causa das chances de contaminação por bactéria.
 
É muito importante também observar as características dos ingredientes, pois ao congelar a comida novamente ela perde nutrientes, como a cor e o sabor. Dessa maneira, aqueles mais perecíveis tendem a perder ainda mais qualidade.

As comidas precisam ser descongeladas em temperatura ambiente 

Mito! O longo tempo de exposição do alimento e a umidade do descongelamento tornam o ambiente suscetível aos agentes infecciosos. O mais indicado é ler as recomendações descritas pelo fabricante e levar o produto congelado, de preferência, diretamente ao forno ou ao micro-ondas.

Qualquer alimento pode ser congelado

Por mais que alguns ingredientes percam a qualidade quando congelados, não existem opções que não podem ser preservadas no congelador da geladeira ou no freezer. 

Não é recomendado, porém, que comidas de consumo imediato sejam congeladas, como a maionese, pois o tempo em que suas condições permanecem seguras é pequeno.

Receitas com creme de leite e derivados não podem ser congeladas

Mito! O tempo de preservação de certas substâncias presentes em produtos, como o creme de leite, é menor do que a grande maioria dos ingredientes, mas é possível, sim, colocar esse tipo de prato no congelador. É preciso ter atenção, porém, para que o alimento seja congelado em até 15 dias, do contrário, pode trazer riscos à saúde.

A posição dos alimentos no freezer altera o tempo de preservação

Verdade! Por mais curiosa que possa parecer, essa afirmação é real! A parte mais alta do congelador, geralmente, é a mais gelada, por isso, é mais indicado que carnes e peixes sejam posicionados acima de vegetais, por exemplo, já que a parte mais baixa é também a menos gelada.
 
Gostou de conhecer esses 7 mitos e verdades sobre congelar alimentos? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Sempre que precisar, mande suas dúvidas para a nossa equipe!