Chegar aos 40 anos com saúde já não é mais um problema para a maioria das pessoas, mas uma coisa é certa: os cuidados devem se intensificar a partir dessa idade.

A partir dos 40 anos, os homens precisam fazer exames anuais capazes de identificar precocemente o câncer de próstata, segunda principal causa de morte entre o público masculino.

Novembro Azul

Para que os homens tomem consciência da importância da prevenção, foi instituído o Novembro Azul, mês dedicado a falar sobre a doença.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma e acomete um em cada seis indivíduos. Segundo o Inca (Instituto Nacional de Câncer), a estimativa para 2106 é de 61.200 novos casos.

Contudo, muitos homens acabam deixando os exames de lado por puro preconceito e descobrem o problema quando já está em um estágio avançado.

Detecção Precoce

Entretanto, pesquisas indicam que as chances de cura chegam a 90% quando a detecção é precoce. Por isso, recomenda-se que homens a partir dos 40 anos realizem o exame com frequência, aumentando a atenção a cada década, pois a incidência tende a aumentar progressivamente.

Para se ter uma ideia, três quartos dos casos acontecem a partir dos 65 anos. Homens com histórico familiar também devem redobrar a atenção.

Pesquisas indicam que as chances de cura chegam a 90% quando a detecção é precoce.

As mulheres também desempenham um papel fundamental na saúde dos maridos: mais da metade das consultas são agendadas por elas. O acompanhamento e apoio da família também são essenciais para o sucesso do tratamento.

Exames

O principal motivo que afasta os homens da visita ao médico é o exame de toque, responsável por detectar qualquer alteração na próstata. O exame de toque é apenas complementar ao exame de sangue, chamado PSA, que identifica algumas enzimas produzidas pela próstata no sangue e ajuda no diagnóstico do problema, mas não é eficiente sozinho.

A incidência da doença é mais comum depois dos 40, mas se houver casos na família, o risco de aparecimento precoce é maior.

Os exames são recomendados anualmente, mas o médico urologista é o mais qualificado para determinar a frequência de visitas.

A incidência da doença é mais comum depois dos 40, mas se houver casos na família, o risco de aparecimento precoce é maior.

O acesso à informação, o apoio da família e as campanhas de conscientização como o “Novembro Azul” têm ajudado os homens a procurarem os consultórios, fazendo com que o assunto deixe de ser um tabu.

Tratamento

Um dos tratamentos mais modernos para o câncer de próstata é a cirurgia robótica, procedimento minimamente invasivo com alto nível de precisão e segurança. Em breve falaremos sobre ele aqui em nosso blog.