Durante muitos anos, as campanhas de conscientização sobre o câncer de mama disseram que o autoexame era a maneira mais eficaz de diagnosticar a doença. Porém, com o passar do tempo e a evolução da medicina, percebeu-se que ele é importante, mas tumores em estágio inicial não são palpáveis e não conseguem ser detectados pelo toque. Com isso, a mamografia e o ultrassom se mostraram capazes de detectar um tumor na mama ainda em fase inicial, com menos de um centímetro.

A detecção precoce é a principal arma dos especialistas e pacientes contra a doença. Se no momento do diagnóstico o tumor tiver menos de um centímetro, as chances de cura chegam a 95%. Por isso, a mamografia é realizada anualmente em mulheres com mais de 40 anos ou antes, de acordo com avaliação médica, para quem tem histórico na família.

O autoexame é um aliado no processo. Ele contribui para que a mulher conheça seu corpo e perceba qualquer alteração que possa ocorrer. No entanto, ele não substitui a mamografia.

Como fazer o autoexame?

O procedimento deve ser feito uma vez por mês, após a menstruação. Mulheres que não menstruam mais devem definir uma data e realizá-lo sempre no mesmo dia, mensalmente. Mais do que o toque, o autoexame também é visual. Veja abaixo o passo a passo:

  1. Fique em pé, em frente ao espelho, e observe bico, superfície e contorno das mamas;
  2. Levante os braços, colocando as duas mãos atrás da cabeça, e verifique se com o movimento aparecem alterações no contorno e na superfície;
  3. A mão direita deve apalpar a mama esquerda, e vice-versa. Os movimentos devem ser circulares e suaves, fazendo uma leve pressão com as pontas dos dedos;
  4. As axilas também devem ser apalpadas em busca de nódulos. Caso encontre algum, doloroso ou não, a paciente deve procurar atendimento médico.

Mamografia

A mamografia é um exame radiológico para avaliação das mamas feita com um aparelho de raio-X chamado mamógrafo. Ela detecta tumores e calcificações benignas e malignas e deve ser realizada anualmente em mulheres acima de 40 anos.

Confira algumas dicas para realizar o exame com mais tranquilidade.