Logon
Blog

Por que famosos estão jogando baldes de água na cabeça? Saiba mais sobre a ELA.

Leia mais e tenha informações seguras sobre saúde.

​Se você acompanhou as redes sociais esta semana – e também o noticiário de variedades – certamente notou que o assunto do momento é o Desafio do Balde de Gelo: dezenas de celebridades jogam um balde de água fria sobre a cabeça para, em seguida, desafiar outras personalidades a fazer o mesmo.

A ação foi iniciada nos Estados Unidos no final de julho e, em menos de duas semanas, atingiu o mundo todo. Esta foi a forma encontrada pela Associação de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) daquele país para angariar fundos para a pesquisa e tratamento da doença.

Mas afinal, você sabe o que é ELA?
A Esclerose Lateral Amiotrófica é uma doença rara que atinge cerca de cinco em cada 100 mil pessoas no mundo. Sua causa é desconhecida: estima-se que apenas 10% dos casos sejam originados por problemas genéticos.

Atualmente conhecida no meio médico como “Doença do Neurônio Motor”, a ELA é caracterizada pela degeneração progressiva dos neurônios que comandam a função motora, situados no cérebro e na medula espinhal. Quando atingidos pela doença, essas células perdem a capacidade de transmitir impulsos nervosos responsáveis pelo movimento voluntário dos músculos que, por esse motivo, começam a atrofiar.

Em estágios mais avançados, até mesmo a fala, a deglutição e a respiração são dificultadas. Apesar disso, a inteligência e capacidade de raciocínio nunca são afetados.

Diagnóstico e tratamento
Os sintomas costumam aparecer por volta dos 50 anos, embora haja registro de pessoas jovens que tenham desenvolvido a doença. Por ser de lenta progressão, leva tempo para ser devidamente diagnosticada e sua detecção envolve uma série de exames.

A cura para a ELA ainda não foi encontrada, por isso o investimento em pesquisa é tão estimulado. Atualmente, o tratamento consegue retardar razoavelmente a progressão da doença com medicamentos que visam bloquear seu avanço.

Uma boa notícia recente é a divulgação de pesquisa da Clínica Mayo e do Instituto de Pesquisa Scripps, na Flórida. De acordo com a publicação feita na revista científica Neuron, foi desenvolvida uma estratégia para se combater o fator de risco genético mais comum deste distúrbio.

O físico inglês Stephen Hawking é uma das pessoas mais célebres a desenvolver a doença do neurônio motor. Hoje com 72 anos, Hawking foi diagnosticado aos 21 anos e, mesmo com as limitações da ELA, foi um dos cientistas mais brilhantes do século. Um filme que conta sua história deve estrear em janeiro de 2015. Confira o trailer.

Dr. Antônio Cézar Galvão é neurologista do H9J.

​​Agendamento​

Para marcar consult​as e exa​mes, ligue para 11 3147-9430.​


Veja mais