Logon
Blog

Câncer de mama: o que fazer quando o resultado der alterado?

Leia mais e tenha informações seguras sobre saúde.

​​​​​​​​​​O diagnóstico precoce do câncer de mama aumenta as chances de cura. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a cada ano 57 mil novos casos da doença são descobertos no Brasil.

A forma mais eficaz de evitar a evolução da doença é a realização de exames periódicos. No entanto, de acordo com o Dr. Evandro Fallaci Mateus, mastologista e oncoplástico da Cínica​ da Mulher do Hospital 9 de Julho​​, por medo do resultado muitas mulheres evitam fazer os exames. "Por este motivo muitas acabam sendo diagnosticadas quando o câncer está em um estágio avançado, reduzindo as possibilidades de cura", afirma o médico.

Por este motivo, o auto-exame e a realização dos exames como a mamografia para mulheres acima dos 40 anos ou acima dos 35 para aquelas com casos na família são tão importantes. "A mamografia ainda é o único exame que diminui substancialmente a mortalidade", enfatiza o médico.

Dependendo do tipo de mama outros exames auxiliares podem ser indicados como a ultrassonografia de mamas e a ressonância magnética.

mulher fazendo exame de mamografia

Perfil de risco

​​​Embora não se saiba ao certo o que provoca o câncer de mama, o Dr. Evandro afirma que alguns fatores estão relacionados ao aumento do risco de desenvolver a doença como a idade, história reprodutiva (quanto maior o tempo entre a primeira menstruação e a menopausa maior o risco), estilo de vida (sobrepeso, tabagismo, abuso do álcool),fatores hereditários e amamentação.

"Como ainda não se sabe ao certo o que provoca o câncer de mama, a melhor arma contra a doença ainda é o diagnóstico precoce​", afirma.


​​Agendamento​

Para marcar consultas e exames, ligue para 11 3147-9430.​​​​​​​​

Veja mais