Logon
Blog

Calculose renal: dor intensa é o principal sintoma

Leia mais e tenha informações seguras sobre saúde.

​Ao longo da vida, todos nós temos um risco de 10 a 15% de desenvolver pedras nos rins. A calculose renal, como também é chamada, é mais comum entre os 20 e 50 anos, mais frequente entre homens, mas o problema também pode acometer crianças e idosos.

Quando os rins filtram o sangue, alguns cristais podem se formar e se juntar, devido a substâncias presentes em excesso na urina, formando os cálculos. Há outros fatores que podem contribuir para as famosas pedras nos rins, o principal é a pouca ingestão de água, com a consequente pouca produção de urina.

A má alimentação também contribui. Muito sal ou uma dieta rica em proteínas podem favorecer a formação de cálculos. Mudanças nos hábitos alimentares podem ajudar a eliminar e prevenir pedras.

Mais do que beber dois litros por dia, é importante urinar bastante para eliminar as impurezas. Em dias quentes ou durante a prática esportiva, a água é mais eliminada pela transpiração, portanto, a atenção deve ser redobrada. Para saber se você está bem hidratado veja a coloração da urina, que deve ser amarela bem clara.

O principal sintoma da calculose renal é a cólica renal, uma dor muito intensa, que vai das costas, na região lombar, em direção à bexiga. Podem ocorrer também náuseas, vômitos, infecção urinária e sangramento em alguns casos.

Os tratamentos para os cálculos são vários e dependem principalmente do tamanho e da localização de cada pedra. Cálculos pequenos podem ser eliminados na urina espontaneamente, enquanto as opções para cálculos maiores são a litotripsia extracorpórea, que consiste em quebrar as pedras com ondas de choque, a ureteroscopia (cirurgia endoscópica pelo canal que liga o rim à bexiga) ou a cirurgia percutânea, para os cálculos muito grandes, em que o médico usa um aparelho diretamente no rim, através de um pequeno corte nas costas, quebra as pedras e retira os fragmentos.

Vale ressaltar que quem já sofreu com calculose renal deve continuar monitorando o quadro, pois a chance de reincidência é de até 50% se nenhum tratamento de prevenção for feito.

Água é muito gostosa e faz bem à saúde. Aproveite-a!

Dr. Fabio Vicentini é urologista do Centro de Cálculo Renal do Hospital 9 de Julho

​​Agendamento Online​

Para marcar consultas e exames, ligue para 11 3147-9430​


Veja mais

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Conheça o nosso Portal de Privacidade .