Logon
Pacientes e Visitantes

Banco de Sangue

​​​Do​​​​​​​​​ar sangue é um ato de solidariedade

​​​​​​​Do​​​​​​​​​ar sangue é um ato de solidariedade. Mas para que a doação seja segura e responsável, o Serviço de Hemoterapia do Hospital 9 de Julho adota critérios rigorosos de acordo com as normas  estabelecidas pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).O sangue coletado pelo H9J é destinado exclusivamente aos pacientes do hospital, mas não é preciso ser parente de um deles para realizar a doação.​

Serviço de Hemoterapia  ​

Localização: Rua Peixoto Gomide, 625
Estacionamento gratuito para doadores: Rua Peixoto Gomide, 707 (Entrada no Hotel Blue Tree Towers)
Telefones: (11) 3285 – 2922 / (11) 3147 – 9797
Para mais informações, acesse www.hemoterapia9dejulho.com.br​


​Doação de Sangue Durante a Pandemia 

  • A doação de sangue deve ser agendada, não serão aceitas doações sem agendamento prévio;
  • O agendamento deve ser feito pelos telefones (11) 3285-2922 ou (11) 3147 - 9797, das 08h às 17h;
  • Observar a distância entre as pessoas quando estiver nas dependências do Serviço de Hemoterapia;
  • Durante o atendimento, a máscara deve ser utilizada podendo ser retirada apenas para o consumo do lanche pós-doação;
  • Não é permitida a entrada de acompanhantes nas dependências do bando de sangue, exceto em caso de doadores menores de idade e casos previstos em lei. 

​​​​​​Como funciona a doação de sangue

O atendimento do banco de sangue acontece de segunda a sexta feira das 8h ás 17h e aos sábados das 8h ás 12h.​.

​​​​​​Condições mínimas necessárias para doar sangue

​O Serviço de Hemoterapia do Hospital 9 de Julho segue a Portaria Nº 1.353, de 13 de junho de 2011 do Ministério da Saúde e da RDC 34 da Anvisa, de 11 de junho de 2014. Essas normas estabelecem, entre outros critérios, que os doadores precisam:

Estar em boas condições de saúde, não apresentando gripe ou processo infeccioso (febre, mal-estar, dor ou diarreia).
Ter peso mínimo de 50 quilos.
Ter idade entre 18 e 60 anos.
Candidatos entre 61 e 69 anos poderão doar se já realizaram alguma doação antes dos 60 anos.
Candidatos de 16 e 17 anos poderão doar após consentimento formal do responsável legal. Para isto, é necessário o comparecimento do responsável portando, documento oficial com foto, ao serviço de hemoterapia para orientações e formalização da autorização.
Não estar em jejum. Porém, devem evitar ingestão de alimentos gordurosos antes da doação.
Respeitar um intervalo de 1h após tomar o café da manhã ou de 3h após o almoço.
Não ter tido malária ou doença de Chagas.
Não ter tido hepatite após os 11 anos de idade.
Não ter feito tatuagem há menos de um ano.
Não ter se exposto a situações de risco para contaminação com o HIV.
Consultar o Serviço de Hemoterapia sobre a possibilidade de doação caso faça uso de medicação ou tenha sido submetido a procedimentos médicos ou cirúrgicos.


​​​​​Como funciona a doação de plaquetas

Para doar plaquetas é preciso agendar um horário no Serviço de Hemoterapia. No dia combinado é necessário apresentar um documento oficial com foto. Diferentemente da doação de sangue, a doação de plaquetas é um procedimento mais demorado e que requer disponibilidade de aproximadamente 2h para realizar todo o processo. Todos os candidatos são submetidos a uma triagem detalhada que segue as determinações do Ministério da Saúde e da Anvisa. Entre as condições para ser um doador de plaquetas estão ter bom acesso venoso (que será avaliado pelo profissional de saúde do Serviço de Hemoterapia ) e não estar gripado ou com sinais de infecção (como febre, mal-estar, dor ou diarreia). Todo material coletado é analisado antes de ser doado. Os doadores recebem uma senha para acessar pela internet os resultados de sua doação. Caso a análise indique alguma disfunção de saúde, ele será informado e orientado sobre como proceder para tratamento, quando necessário.
Caso você apresente algum​ destes impedimentos entre em contato conosco para reagendarmos sua doação

​​​​​​Orientações pós-doação de Sangue e Plaquetas

​Permaneça no Banco de Sangue por, no mínimo, 15 minutos.
Não deixe o Banco de Sangue sem ingerir o lanche.
Não deixe o Banco de Sangue sem permissão de algum membro da equipe de coleta.
Não deixe o Banco de Sangue se não estiver se sentindo bem.
Não fume nas próximas duas horas.
Não consuma álcool nas próximas 12 horas.
Aumente a ingestão de líquidos nas próximas 24 horas, para repor o volume de sangue.
Não pratique esporte do dia da doação.
Só retire o curativo após 4 horas.
Se sentir tontura ou sensação de desmaio, deite-se com as pernas para cima.
Persistindo os sintomas, retorne ao Banco de Sangue ou procure atendimento médico.
Devem interromper suas atividades profissionais por 24 horas após a doação: pilotos de avião ou helicóptero, motoristas de ônibus e caminhão de grande porte, trabalhadores em andaimes, paraquedistas e mergulhadores.​
ATENÇÃO: Hematoma é a complicação mais frequente da doação. Caso apresente sangramento ou hematoma, pressione o local por 10 minutos e, a seguir, aplique compressas de gelo. Caso apresente febre, diarreia ou algum outro processo infeccioso no dia seguinte à doação de sangue informe ao Serviço de Hemoterapia.


 

​​