Logon

Notícias

Até 15% dos tumores de próstata só são detectados por exame de toque

16/11/2016

​​​​Por preconceito e, às vezes, receio, muitos homens deixam de ir ao urologista fazer os exames de rotina. O que eles mais temem é fazer o exame de toque retal. Mas segundo o Dr. Luiz Botelho, urologista do Centro de Medicina Especializada (CME), este exame é fundamental para o diagnóstico de câncer de próstata. E alerta: "até 15% tumores de próstata só serão diagnosticados através deste exame".

O exame é utilizado pelos urologistas como um complemento ao PSA (proteína produzida pela próstata) colhido pelo sangue. A ressonância magnética e a biópsia também podem ser importantes, dependendo do caso.

O médico afirma, no entanto, que cada paciente é único e a avaliação realizada pelo urologista é fundamental para a tomada de decisão sobre quais exames serão solicitados para o rastreamento do câncer de próstata e quando eles devem ser realizados. 

E complementa que a consulta com o urologista pode também diagnosticar outras doenças como: hiperplasia benigna de próstata, impotência sexual, infertilidade , cálculos renais, entre outras. 

Tratamento

O tratamento é feito por meio de acompanhamento  clínico e cirurgia tradicional e cirurgia robótica , técnica que garante maior segurança aos pacientes e aos médicos.

A Cirurgia Robótica para a retirada da próstata, tem se mostrado o melhor tratamento da atualidade, por levar a uma recuperação mais rápida e com menor incidência de complicações pós-cirúrgicas.  

Na robótica, o médico opera de um console que oferece, por exemplo, o controle dos tremores das mãos, algo importante em cirurgias longas. Outra funcionalidade é a visualização 3D e em alta resolução, o que diminui os riscos de o procedimento atingir microestruturas. 

​Leia também: Detecção precoce é melhor arma contra câncer de próstata​​

Veja também

Rua Peixoto Gomide, 545 - Fone: (11) 3147-9999
Cerqueira César - São Paulo - SP - CEP 01409-902
2017 © Todos os direitos reservados
Feito com pela Mult-Connect