Logon

Notícias

Hospital faz 60 anos e é referência em medicina de alta complexidade.

08/07/2015

​​​​​​Uma das instituições mais tradicionais de São Paulo, o Hospital 9 de Julho é hoje referência em medicina de alta complexidade. Desde que foi adquirido, em 1955, pelos irmãos Antonio, João e Anis Gamne, sempre esteve na vanguarda da medicina moderna, pioneiro em algumas áreas como o primeiro hospital privado do País a inaugurar um Centro de Terapia Intensiva e de Cirurgia Cardíaca e Pulmonar.

Está entre o seleto grupo de hospitais brasileiros que possuem a certificação internacional de qualidade pela Joint Commition International (JCI), um dos mais importantes e respeitados órgãos certificadores de qualidade na atenção à saúde no mundo.

Em 2015, chega aos 60 anos com novidades: uma nova torre com 120 leitos ampliando o complexo hospitalar para 400 leitos, sendo 124 de UTI, 22 salas cirúrgicas, inclusive duas híbridas, 230 vagas de estacionamento, além de um novo padrão de hotelaria e construção, totalmente planejada para economia de recursos: água, energia elétrica e gás natural.

Do antigo Nossa Senhora da Conceição, com 34 leitos, pago pelo pai dos irmãos Ganme com 500 sacas de café, até os atuais 300 muita coisa mudou. "A história do 9 de Julho é uma história de sucesso e de investimento contínuo em aprimoramento profissional, tecnologia e infraestrutura", resume Paulo Curi, presidente do H9J.

Em 2008 o hospital foi adquirido pelo empresário Edson Bueno, que iniciou uma nova fase de investimentos em estrutura, tecnologia e pessoas e reafirmou o H9J como um hospital focado em alta complexidade. Neste período, conquistou certificações de qualidade nacionais e internacionais – ONA, Canadense e a JCI.

O foco em Medicina de alta complexidade viabilizou uma série de inovações. Relacionamos algumas delas:​​

​Aquisição do primeiro equipamento de Raios-X e de uma tomografia de corpo inteiro em São Paulo​.

Já em 1970, tinha o seu próprio Centro de Terapia Intensiva e de Cirurgia Cardíaca e Pulmonar, o primeiro em um hospital privado no País.

Criação do Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional em 2003, o primeiro em um hospital privado no país para o tratamento clínico e cirúrgico de dor crônica e de doenças neurológicas​.

Uma das primeiras instituições privadas do Brasil a adquirir o sistema robótico Da Vinci, em 2012. Até junho de 2015, foram realizados mais de 700 procedimentos com a tecnologia.

Está entre as 52 duas instituições, das mais de seis mil do país, com o mais importante selo de qualidade e segurança para o paciente, a Joint Commission International (JCI)

Para saber mais sobre a nossa história visite nosso hotsite​

Veja também

Rua Peixoto Gomide, 545 - Fone: (11)3147-9999
Cerqueira César - São Paulo - SP - CEP 01409-902
2017 © Todos os direitos reservados

Diretor técnico: Dr. Carlos Baía - CRM 60082

Portal de Privacidade

Feito com pela Mult-Connect