Labirintite é mais que tontura
Logon

Labirintite é mais que tontura

​​​​​​Labirinto é o nome que se dá à estrutura do ouvido interno responsável pela audição e pelo equilíbrio. Quando ele é afetado por alterações do metabolismo, doenças inflamatórias, infecciosas, neurológicas ou por tumores, pode desencadear tonturas rotatórias.

"A labirintite é um termo leigo, porém, consagrado na cultura popular, utilizado para descrever genericamente as labirintopatias", o otorrinolaringologista do Hospital 9 de Julho Paulo Saraceni Neto.

Geralmente as labirintopatias acometem pessoas a partir dos 40 anos. Entre os fatores de risco para o surgimento das labirintopatias estão a hipoglicemia, diabetes, hipertensão, níveis elevados de colesterol, triglicérides e ácido úrico. Estresse, ansiedade, além de alguns tipos de medicamentos também podem desencadear o problema.

Entre os sintomas estão tonturas e vertigens. Os pacientes também podem sentir náuseas, vomitar, apresentar suor excessivo, perda de audição, desequilíbrio e zumbidos no ouvido.

Para diagnosticar a doença, além de avaliação clínica, podem ser necessários outros exames como o otoneurológico completo, a tomografia computadorizada e a ressonância magnética. O tratamento vai depender do que o diagnóstico apontar como causa da doença e quase sempre é à base de medicações como vasodilatadores, labirinto-supressores, anticonvulsivantes e antidepressivos, entre outros.

Para prevenir a ocorrência de labirintopatias uma das recomendações é adotar hábitos saudáveis de vida, praticando atividade física, seguindo uma dieta equilibrada para controlar os níveis de colesterol, triglicérides e glicemia, reduzir a bebida alcoólica e evitar o tabagismo.

Para marcar consult​as e exa​mes, ligue para 11 3147-9430.
Rua Peixoto Gomide, 545 - Fone: (11) 3147-9999
Cerqueira César - São Paulo - SP - CEP 01409-902
2017 © Todos os direitos reservados
Feito com pela Mult-Connect