Intolerância ao glúten atinge mais mulheres
Logon

Intolerância ao glúten atinge mais mulheres

​​​​​​​​​​​Pacientes com a chamada doença celíaca são aqueles que possuem intolerância ao glúten, uma proteína que está presente nos alimentos feitos a base de trigo, centeio e cevada, como pães, massas e biscoitos. A patologia é desenvolvida por pessoas que possuem um gene denominado como HLA-DQ2 ou HLA-DQ8. Ela atinge tanto homens quanto mulheres, embora seja mais prevalente no sexo feminino e pode se manifestar em qualquer idade.

O que ocorre no organismo? 

Quando o paciente celíaco ingere alimentos com glúten, um dos componentes dessa proteína, chamada gliadina não é digerida e entra em contato com as camadas mais profundas da mucosa intestinal. O organismo entende isso como uma  ameaça e por isso inicia uma reação inflamatória. "Por esse motivo é que a doença celíaca é considera um tipo de doença autoimune. Ou seja, é um tipo de patologia em que o sistema imunológico ataca o próprio corpo da pessoa", afirma o gastroenterologista e cirurgião do aparelho digestivo do Hospital 9 de Julho, José Capalbo. 

O que o paciente celíaco sente? 

Além da resposta inflamatória, a doença celíaca também interfere na absorção de nutrientes essenciais ao organismo como carboidratos, gorduras, proteínas, vitaminas, sais minerais e água. O paciente celíaco pode apresentar diversos sintomas, entre eles:
  • prisão de ventre crônica; 
  • dor abdominal; 
  • desnutrição com déficit de crescimento; 
  • vômitos;
  • anemia; 
  • emagrecimento; 
  • falta de apetite; 
  • osteoporose; 
  • abortos e 
  • esterilidade.
Para marcar consult​as e exa​mes, ligue para 11 3147-9430.
Rua Peixoto Gomide, 545 - Fone: (11) 3147-9999
Cerqueira César - São Paulo - SP - CEP 01409-902
2017 © Todos os direitos reservados
Feito com pela Mult-Connect