Exposição excessiva ao sol é causa do câncer de pele
Logon

Exposição excessiva ao sol é causa do câncer de pele

O câncer de pele é uma doença provocada pelo crescimento anormal e descontrolado de suas células. Os tipos mais comuns da patologia são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. O mais raro é o melanoma, que também é o mais agressivo e letal.
A principal causa da enfermidade é a exposição excessiva ao sol.

​Tipos de câncer de pele

O Carcinoma basocelular (CBC)  - se manifesta nas chamadas células basais, na camada mais profunda da epiderme. Quando detectado de forma precoce, tem grandes chances de cura. Atinge principalmente as áreas mais expostas ao sol, como face, orelhas, pescoço, couro cabeludo, ombros e costas. 
O Carcinoma espinocelular (CEC) – são alterações das células escamosas, que formam a maior parte das camadas superiores da pele. Ele pode acometer qualquer parte do corpo sendo mais comum nos membros superiores (braço, antebraço, mãos).
Melanoma – tem origem nos melanócitos (células que produzem melanina). As chances de cura podem chegar a 90% quando detectado precocemente, apesar disso é o tipo com maior índice de mortalidade. Normalmente são lesões pigmentadas.

Sintomas

Os sintomas do câncer de pele geralmente incluem o aparecimento de

  • pintas,
  • eczemas,
  • lesões de aparência elevada e brilhante,
  • translúcida,
  • avermelhada, castanha,
  • rósea ou multicolorida,
  • pintas castanhas ou pretas que mudam de cor ou textura
  • manchas ou feridas que não cicatrizam, com coceira, crostas ou sangramentos

​Fatores de risco

A exposição excessiva ao sol sem protetor solar é um dos fatores de risco para o câncer de pele, mas há outros como:

Pele Clara - Pessoas com menos pigmento (melanina) na pele têm menos proteção contra as radiações UV.

Idade – Pessoas mais velhas têm mais propensão a apresentar os carcinomas basocelulares e espinocelulares, provavelmente pela exposição ao sol acumulada ao longo dos anos.

Homens X Mulheres - Os homens são mais propensos que as mulheres a ter câncer de pele basocelular e cerca de 3 vezes mais chance de desenvolver câncer de pele espinocelular.

Imunossupressão – Pessoas tratadas com medicamentos que suprimem severamente o sistema imunológico, como pacientes transplantados, têm um risco aumentado de desenvolver câncer de pele espinocelular e outros tipos menos comuns.

Vírus do papiloma humano (HPV) - A infecção com o vírus HPV é um fator de risco para câncer de pele espinocelular, especialmente se o sistema imunológico da pessoa está debilitado.

​Tabagismo - As pessoas que fumam são mais propensas a desenvolver câncer de pele basocelular, especialmente nos lábios.

​Tratamentos

O diagnóstico é feito por avaliação clínica e confirmado por exames como a biópsia. O tratamento varia conforme o tipo de câncer e a lesão apresentada e pode incluir cirurgias, terapia fotodinâmica, quimioterapia, radioterapia, entre outros.

Prevenção

Para prevenir a doença é importante ter hábitos de proteção contra os raios solares. Usar chapéus, camisetas e protetores solares.

 



Conheça o nosso Centro de Oncologia​
Para marcar consult​as e exa​mes, ligue para 11 3147-9430.
Rua Peixoto Gomide, 545 - Fone: (11) 3147-9999
Cerqueira César - São Paulo - SP - CEP 01409-902
2017 © Todos os direitos reservados
Feito com pela Mult-Connect