Logon

Dependência química tem tratamento e controle

​​​​​​​De acordo com a definição da Organização Mundial de Saúde, a dependência química é uma doença caracterizada pelo uso descontrolado de uma ou mais substâncias psicoativas, ou seja, que causam mudanças no estado mental da pessoa. Isso inclui tanto drogas cujo uso é permitido por lei como aquelas que são proibidas.

Existem diversos tipos de substâncias psicoativas que podem causar dependência e que provocam diferentes efeitos no organismo. Algumas delas são consideradas depressoras: é o caso das bebidas alcoólicas, do ópio, da morfina e de alguns tipos de medicamentos como tranquilizantes e ansiolíticos. Outras alteram o estado mental por serem estimulantes, como o tabaco, a cocaína, o crack e as anfetaminas. Há ainda as que provocam alucinações e perturbações do estado mental como a maconha, o êxtase, o LSD e as plantas alucinógenas. Esteróides e anabolizantes são outras drogas que podem causar dependência.

O dependente químico não deve ser julgado pela óptica da moralidade ou visto como alguém com um transtorno ou "defeito" de personalidade. Ele é na verdade portador de uma doença crônica e de avanço progressivo que pode comprometer todos os aspectos de sua vida como físico, mental, emocional e social. As causas da dependência química são múltiplas e podem incluir fatores biológicos, genéticos, psicossociais, ambientais e culturais.

Há uma série de indícios que podem ajudar a determinar se uma pessoa possui dependência química. Uma delas é o fato de o indivíduo precisar consumir quantidades cada vez maiores da substância em questão para continuar se satisfazendo. Quando fica sem consumir a droga (lícita ou ilícita), o paciente pode apresentar alguns dos seguintes sintomas: irritação, ansiedade, tremores e distúrbios no ritmo de sono.

A dependência química provoca transtornos na rotina do paciente, já que ele passa a dedicar cada vez mais tempo na tarefa de obter a substância, consumi-la e se recuperar de seus efeitos, com prejuízo para o trabalho e o convívio com amigos e familiares.

A dependência química é uma doença que tem recuperação, desde que tratada e controlada. Para isso é importante contar com o atendimento multiprofissional e constante de especialistas como psicólogos e psiquiatras. Esse apoio deve se estender também aos familiares, já que a dependência química não afeta apenas o próprio portador da doença, mas atinge todo o seu entorno. Os parentes e amigos precisam receber orientações sobre como lidar com o dependente e como se estruturar emocionalmente para essa tarefa. 

Para marcar consult​as e exa​mes, ligue para 11 3147-9430.
Rua Peixoto Gomide, 545 - Fone: (11) 3147-9999
Cerqueira César - São Paulo - SP - CEP 01409-902
2017 © Todos os direitos reservados
Feito com pela Mult-Connect