Logon

Dor Orofacial

Dores nos dentes e nos tecidos mucogengivais, dores na face, na região do ouvido, cabeça e pescoço, geralmente são sintomas associados aos tecidos moles e mineralizados da cavidade oral e da face e, recebem a denominação genérica de Dores Orofaciais. "Os componentes envolvidos incluem pele, vasos sanguíneos, ossos, dentes, glândulas ou músculos. Por definição, portanto, as dores orofaciais são um conjunto de sinais ou sintomas que podem estar relacionados a patologias ou problemas relacionados à cabeça, face, ouvido e coluna cervical", explica o especialista em Dor Orofacial do Hospital 9 de Julho, Roberto Maciel. 

Assim como acontece em outras partes do corpo, quando a dor orofacial se torna persistente por mais de três meses, assume o caráter de dor crônica e passa a ser considerada uma doença. Muitos são os fatores que podem levar às dores dessa natureza. Elas podem resultar de doenças latentes das estruturas faciais, podem ser de origem neural ou ainda podem ocorrer sem que haja qualquer anormalidade detectável. As estruturas das quais a dor crônica orofacial pode se originar são ouvidos, olhos, nariz, seios paranasais, linfonodos, glândulas salivares e pescoço. Também estão incluídas a área bucal e estruturas associadas, como a polpa dental, o periodonto, os tecidos mucogengivais e a língua. 

"As causas de dor crônica orofacial incluem lesões intracranianas como neoplasias, aneurismas ou abscessos. Podem ainda ser resultantes de distúrbios neurogênicos, sendo a neuralgia do nervo trigêmeo o mais comum. Há ainda as disfunções da articulação temporomandibular. Ela também pode se manifestar como enxaquecas ou dores de cabeça do tipo tensional", afirma Maciel. Segundo ele, porém, uma das causas mais comuns das dores orofaciais são as doenças inflamatórias da polpa dentária. 

"Muitas vezes problemas de origem nos dentes acabam gerando um efeito que chamamos de Dor Referida. Isso significa que o paciente sente dor em uma área (como dor de cabeça, por exemplo), mas a fonte desse sintoma é em outra área (no caso, a inflamação da polpa do dente)", explica ele. O dentista acrescenta que dores de cabeça na região frontal ou frontoparietal frequentemente são confundidas com sintomas de outras origens como sinusites ou enxaquecas. "Outro tipo de dor referida, geralmente de intensa severidade e que, por vezes, apresenta dificuldade diagnóstica, é a chamada neuralgia do trigêmeo, nervo craniano", afirma o especialista. A dor se manifesta sempre de um lado só da face e pode atingir testa, bochecha ou a região da arcada dentária inferior (mandíbula).​​

Veja outros temas

ATM e Dor Orofacial Crônica

Veja também

Rua Peixoto Gomide, 545 - Fone: (11) 3147-9999
Cerqueira César - São Paulo - SP - CEP 01409-902
2017 © Todos os direitos reservados
Feito com pela Mult-Connect